você está em: Inicial | Canal Agro | ESTRESSE SALINO - CAUSAS E SOLUÇÕES

janeiro 2019 Conteúdo Técnico

ESTRESSE SALINO - CAUSAS E SOLUÇÕES

Os estresses causados pela alta quantidade de sais presentes nos diferentes sistemas de cultivo estão cada vez mais comuns, sendo mais acentuados em cultivos de fertirrigação e hidroponia.

Quando os elementos necessários ao desenvolvimento da planta são fornecidos em forma salina (cloretos, sulfatos, nitratos), acaba dificultando a absorção de água e minerais pelas raízes das plantas.

O excesso de sais também exige da planta um maior gasto energético para realizar a solubilização de nutrientes em forma assimilável, o que acaba interferindo no desenvolvimento vegetal.

Uma associação dos sais com substâncias sintéticas como o EDTA (ácido etilenodiamino tetra-acético) e biológicas (ácidos húmicos e fúlvicos) é a melhor indicação para fornecer os minerais exigidos pela planta sem causar os estresses salinos.

Sendo assim, o produtor deve estar atento com a forma em que os nutrientes serão fornecidos, a fim de evitar estes problemas, podendo ocasionar grandes perdas na produção agrícola.

Leia também

abril 2019 CONSEQUÊNCIAS DO EXCESSO DE CHUVAS NA INTERAÇÃO PLANTA-SOLO

O excesso de chuvas causa grandes estragos nos cultivos de produção agrícola.   No solo, inúmeros danos ocorrem, ...

março 2019 A IMPORTÂNCIA DO ZINCO NO DESENVOLVIMENTO VEGETAL

O Zinco é um dos micronutrientes mais atuantes na fisiologia vegetal.  Este elemento está presente em diversas rotas ...

Atuado no segmento de nutrição vegetal, biotecnologia e mineração, a BIOSUL Fertilizantes possui o portfolio mais completo do mercado.

Seus investimentos em desenvolvimento, tecnologia e matérias-primas com alto grau de pureza, possibilitam oferecer ao agricultor as melhores soluções para o melhor desempenho e equilíbrio nutricional das plantas.

(54) 3231-7600
biosul@biosul.com

Rua Os Independentes Grupo de Barretos SP, 875, B. Parque dos Rodeios, 95201-248 - Vacaria/RS

Biosul © 2019 Todos os direitos reservados.desenvolvimento: Six interfaces