você está em: Inicial | Canal Agro | Dicas para melhorar o manejo de boro nas plantas

outubro 2021 Conteúdo Técnico

Dicas para melhorar o manejo de boro nas plantas

Buscar pelo aumento da produtividade agrícola, envolve a adubação com micronutrientes que são exigidos pelas plantas em pequenas quantidades, mas essenciais para o pleno desenvolvimento vegetal, como por exemplo, o manganês (Mn), zinco (Zn), molibdênio (Mo), cloro (Cl), cobre (Cu), ferro (Fe) e boro (B).

Preparamos este artigo para falar especificamente do boro (B), já que este micronutriente é de suma importância para a formação da parede celular e da membrana plasmática das plantas, além de contribuir para o desenvolvimento das flores e a formação de grãos, por isso é exigido com maior intensidade no início da fase reprodutiva.

No entanto, na maioria das regiões do Brasil, este micronutriente é considerado limitado, especialmente em solos mais arenosos e com baixo teor de matéria orgânica, implicando a necessidade de realizar o manejo do boro, especialmente nas culturas que mais sentem a deficiência deste nutriente, como é o caso do feijão, por exemplo.

Desta maneira, o manejo adequado do boro é extremamente importante, pois ele pode contribuir para o aumento da produtividade e, consequentemente, no aumento da rentabilidade da lavoura.

DEFICIÊNCIA E EXCESSO DE BORO NAS PLANTAS

O reconhecimento da deficiência de boro nas plantas pode ser feito através da análise periódica do solo, mas também pode ser realizado através da observação de alguns sintomas, como mudanças na coloração das folhas, morte da gema apical, diminuição da área foliar, menor crescimento das raízes, frutos deformados, entre outros. Pode ocorrer também o excesso de boro no solo, o que vai ocasionar um amarelecimento de toda a planta, implicando a morte dela.

MANEJO ADEQUADO DO BORO

A análise foliar e a análise do solo devem sempre preceder o manejo do boro nas plantações. É através da análise do solo que será possível detectar o nível deste nutriente e é através da análise foliar que será possível descobrir o quanto deste boro que está disponível no solo está realmente sendo absorvido pelas plantas.

Desta maneira, estas duas análises devem ser realizadas em conjunto para poder obter um balanço nutricional da cultura. No Brasil, a quantidade necessária de micronutrientes costuma ser em torno de 0,5 a 1,5kg/ha-1 e as formas de aplicação são via foliar e via solo, contudo cada cultura vai exigir uma estratégia, de acordo com o objetivo.

A aplicação via solo exige que uma pequena quantidade seja distribuída de maneira uniforme, o excesso deste micronutriente também pode prejudicar a cultura, por isso é preciso ter muito cuidado e, de preferência, contar com a ajuda de um especialista.

Na aplicação foliar o recomendado é que haja o parcelamento do nutriente ao longo do ciclo da cultura, pois o boro não tem mobilidade no floema. Também é importante prestar atenção nas formulações que contém boro para a aplicação foliar, já que muitas delas podem queimar as folhas se aplicadas incorretamente, devido a serem muito salinas.

Outro ponto que deve exigir atenção é quanto a mistura de produtos no mesmo tanque de pulverização, algumas formulações de boro podem elevar pH da calda e prejudicar a eficiência de herbicidas. A disponibilidade de boro no solo é influenciada pelo pH e pelo nível de matérias orgânica, desta maneira, alguns produtores optam por aplicar o boro no sulco de plantio, garantindo assim uma distribuição mais uniforme, e assim também evitam que este nutriente seja lixiviado por grandes volumes de chuva.

Os níveis corretos de boro permitem que as plantas façam a absorção correta de água, fixem melhor o nitrogênio e reduzam substâncias tóxicas vindas de insetos ou de contaminação das raízes. O boro também é importante para a polinização e desenvolvimento de frutos e essencial para a absorção e uso do cálcio.

Uma boa tecnologia de aplicação de boro vai fazer toda a diferença na sua lavoura, garantindo que você consiga uma boa cobertura do solo e da dosagem recomendada. Fique atento também às condições climáticas, pois este fator vai contribuir para maior eficiência na aplicação deste nutriente.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o boro (B), e sobre os seus sintomas nas plantações, que tal realizar uma análise do solo e uma análise foliar e, se necessário for, realizar a correção a partir de uma suplementação? Isso pode ser muito importante para ajudar a aumentar a sua produtividade e também os rendimentos do seu negócio.

Leia também

janeiro 2022 Você sabia? Extinção das abelhas pode definir o futuro da alimentação

Muito se fala da ação do homem frente à natureza e como ela afeta a médio e longo prazo vários elementos cruciais ...

outubro 2021 A importância da Quebra de Dormência

As plantas, na maioria das espécies, dependem das sementes para se espalharem, se disseminarem. No entanto, para que possam emergir, as ...

Atuado no segmento de nutrição vegetal, biotecnologia e mineração, a BIOSUL Fertilizantes possui o portfolio mais completo do mercado.

Seus investimentos em desenvolvimento, tecnologia e matérias-primas com alto grau de pureza, possibilitam oferecer ao agricultor as melhores soluções para o melhor desempenho e equilíbrio nutricional das plantas.

(54) 3231-7600
biosul@biosul.com

Rua Os Independentes Grupo de Barretos SP, 875, B. Parque dos Rodeios, 95201-248 - Vacaria/RS

Biosul © 2019 Todos os direitos reservados.desenvolvimento: Six interfaces