você está em: Inicial | Canal Agro | Como os fertilizantes atuam no combate da degradação do solo?

agosto 2021 Conteúdo Técnico

Como os fertilizantes atuam no combate da degradação do solo?

Manter a terra saudável é importante para garantir uma agricultura responsável e sustentável. 

Não é necessário estender a área de plantio no caso de áreas degradadas, pois onde ocorre a degradação do solo ele se torna inadequado para o cultivo, dessa forma muitos produtores aumentam a área de plantio. 

Como utilizar o fertilizante de forma sustentável?

O fertilizante vem como vitamina para repor os nutrientes do solo que são exportados para as plantas. Quando utilizado de forma sustentável, o produtor consegue aumentar a produção sem que seja preciso aumentar a área de plantio. 

Para utilizar um fertilizante corretamente é necessário fazer uma análise do solo, para conhecer as características dele, e com o auxílio de um agrônomo é indicado o fertilizante mais correto para atender as necessidades do solo. Dessa forma, o produtor não irá promover a degradação do solo por contaminação química, tornando-o improdutivo e acarretando em danos para o meio ambiente.

A saúde do solo também é regida pela sustentabilidade. Para refletir positivamente no futuro é importante utilizar insumos, com a maior eficiência, ou seja, os fertilizantes com a dose correta, da forma correta, no local e tempo corretos. 

Assim, é possível que o produtor consiga lavouras mais sustentáveis e de boa produtividade, com diminuição significativa da degradação do mesmo. 

Por que os solos se degradam? 

Os solos se degradam por causa da falta de nutrientes ou pelo excesso de componentes químicos tóxicos. A erosão é causada pela retirada de sedimentos da superfície e algumas ações como o desmatamento e o monocultivo podem a intensificar. 

Essa erosão ocorre devido a retirada da proteção do solo contra o impacto das gotas de chuva, já com essa proteção o solo tem mais tempo para absorver a água no solo.

A compactação do solo também é prejudicial ao solo, devido a pressão intensa realizada por máquinas agrícolas. Nesse tipo de solo a infiltração de água e nutrientes são impedidos, influenciando o desenvolvimento das plantas.

Em lugares onde há muita concentração de sais a evaporação da água é mais rápida e ocorre a salinização. A irrigação ineficiente e drenagem ruim aceleram esse processo. Com o acúmulo de sais o solo fica improdutivo e até pior, desertificado. 

Por que realizar práticas conservacionistas do solo?

A adoção de práticas que visam à conservação do solo e garantir maior potencial de produtividade deve ser estimulada, além de ser essencial para amenizar a degradação dos solos, infertilidade e contaminação dos lençóis d’água. 

Algumas das coisas que evitam a degradação do solo são: redução do desmatamento, irrigação correta, uso adequado dos fertilizantes, controle de queimadas e manejo integrado das pragas.

Além disso, há possibilidade de proteger o solo contra degradação, principalmente contra a erosão e a enxurrada, construindo terraços e realizando a manutenção do solo, sendo que, como já dito, o impacto das gotas de chuva no solo e a enxurrada, causam degradação no solo. 

O Plantio correto, na época indicada para o mesmo, de maneira uniforme e próximo uma planta da outra e com boa irrigação, também auxilia na proteção do solo contra o impacto das chuvas e auxilia na infiltração de água no solo.


Por fim, os fertilizantes, ainda muito taxados como vilões, são na realidade aliados no combate à degradação do solo, no entanto, seu uso deve ser regulado e estudado.

Para utilizar os fertilizantes de forma a não prejudicar o meio ambiente é necessário que seja estudado o solo, feito uma análise do mesmo por laboratórios especializados, e em conjunto com um especialista encontrar o melhor fertilizante que atenda as necessidades do solo e não contamine o meio ambiente. 

Além do uso de fertilizantes, é necessário realizar técnicas seguras do manejo de pragas e ervas daninhas, que  contribuam tanto para diminuir a degradação do solo, pois evita o uso de venenos prejudiciais ao meio ambiente, quanto para evitar a contaminação de lençóis freáticos. 

Evitando esses danos no solo a produtividade pode ser muito mais satisfatória e de maneira sustentável, diminuindo perdas e mantendo a produtividade no mesmo patamar sem a necessidade de aumentar a área utilizada no plantio.

Quando ocorre a degradação do solo o plantio naquela área fica inviável, pois o solo não possui mais aporte nutricional suficiente para o desenvolvimento do cultivo, resultando em perdas, mas com essas dicas é possível realizar o manejo dessas intercorrências de forma a garantir sucesso na plantação.

Leia também

setembro 2021 Modernize sua propriedade: 9 dicas para inovar nos negócios

Observa-se que o mercado da pequena agricultura familiar e do agronegócio familiar vem ganhando cada vez mais espaço com os ...

setembro 2021 Segurança no campo: entenda a diferença entre posse e porte de armas

Embora o campo seja um lugar de calmaria, quando comparado às cidades, não podemos dizer que a violência e o crime sejam ...

Atuado no segmento de nutrição vegetal, biotecnologia e mineração, a BIOSUL Fertilizantes possui o portfolio mais completo do mercado.

Seus investimentos em desenvolvimento, tecnologia e matérias-primas com alto grau de pureza, possibilitam oferecer ao agricultor as melhores soluções para o melhor desempenho e equilíbrio nutricional das plantas.

(54) 3231-7600
biosul@biosul.com

Rua Os Independentes Grupo de Barretos SP, 875, B. Parque dos Rodeios, 95201-248 - Vacaria/RS

Biosul © 2019 Todos os direitos reservados.desenvolvimento: Six interfaces